quinta-feira, 7 de junho de 2018

Pensamentos, palavras e obras na linha da contra-razão destroem indivíduo e comunidade

Se me dizem que dois mais dois são três ou cinco, é dentro da contra-razão que me respondem.
Se me dizem que as minhas faculdades, vale dizer, capacidade e actividade não estão unidas por uma terceira, a vontade, é dentro da contra-razão que me respondem.
Se me dizem que eu, feito à imagem e semelhança de Deus (Gn 1. 26), não sou uma pequeníssima centelha da Trindade, Pai e Filho na unidade do Espírito Santo, é dentro da contra-razão que me respondem.
Vejo, portanto, que a contra-razão de não poucos no insano ataque à Trindade ataca a minha estrutura mais intrínseca, razão por que a minha atitude de defesa é legítima.
A minha atitude de defesa é legítima porque se eu não defendo a unidade que me constitui, deixo de estar em condições de defender a união da minha comunidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário